quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Sony Ericsson W580i: É bom mas não presta

Há 1 ano e meio atrás eu ganhei esse celular, ele realmente era muito bom. Um excelente player de música, uma câmera de qualidade, faz de tudo e mais um pouco. Mas um ano depois as coisas já não eram tão boas.

580i

Antes de completar um ano, as teclas do celular, que no começo são “macias”, boas de apertar, racham, e viram uma “mini montanha”, levando ao outro extremo a sensação de usar o teclado do celular. A Sony Ericsson diz que isso é culpa do usuário, mas uma rápida pesquisa na internet mostra que isso é um problema muito comum.

Outro ponto problemático são os fones de ouvido. O principal atrativo desse aparelho é o Walkman, o reprodutor de músicas,(e a função de sacudir para mudar de música, mas não vem ao caso) mas eu, em um ano, usei 3 fones de ouvido, cada um com um problema diferente. Um ficou com o volume baixíssimo do lado direito, o outro quebrou o fio e o outro ficou com mal contato no encaixa do fone de ouvido com o microfone, o que fazia o som não sair. Esses três fones eram originais. Meu MP3 player CHINÊS, que comprei em 2006 ainda está com o fone que veio funcionando perfeitamente(a quesito de curiosidade, esse celular é fabricado em São Paulo).

HPM77_see_the_product_large_1

E agora, 1 ano e meio depois, está impossível ouvir música sem se estressar. O mal contato entre o fone de ouvido e o celular chegou a um ponto que raramente dá pra ouvir sem ficar segurando o plugue. Perdi a conta das vezes que quis tacar o celular pela janela do ônibus, porque eu parado com o celular no bolso e o som parava. Não posso subir escada com ele no bolso que o som fica parando e voltando. Agora eu nem saio mais com o fone de ouvido, para não me estressar. Esse problema começou enquanto ele estava na garantia, levei na assistência técnica e eles não fizeram nada, na época o problema ainda era suportável.

Outra coisa curiosa que aconteceu com meu pai, que de vez em quando usa um celular desse modelo, mas preto, foi que o celular fechado no bolso dele, com o teclado bloqueado, digitou 52 e começou a tocar música. Como pode o celular fechado digitar algo?

As vezes eu, 6 horas da manhã, num ônibus lotado, tinha que me estressar com esse celular. O pior de tudo era quando eu, voltando pra casa, cansado, tinha que ficar brigando pra conseguir ouvir música, e como no horário que eu volto está passando A Hora do Brasil, eu tenho que usar o Walkman, e por isso eu não poderia deixar o telefone perder contato com o fone ou então a música parava e só voltava se eu desse play novamente(no rádio ele volta sozinho).

Resultado final: o software é bom mas o hardware não presta. E isso torna o usuário final infeliz. Eu gostei desse celular porque eu não precisei me adaptar aos comandos, eles são parecidos com os dos Siemens que eu usei antes dele. Mas depois dessa experiência, Sony Ericsson nunca mais. Já encomendei um Sansung Star TV, e espero não ter problemas como esses.

Ocorreu um erro neste gadget
Por algum motivo que ainda não descobri, os comentários podem não aparecer para usuários do Internet Explorer. Estou trabalhando no problema, desculpe o transtorno.